sexta-feira, 30 de julho de 2010

FELICIDADE COMPARTILHADA...


Um exercício, compartilhar com o outro nossa felicidade. Cada um de nós, jovens e crianças, convivamos aprendendo e ensinando na arte de EDUCAR E BRINCAR.
Li o editorial da semana no site Planeta Educação e encontrei no artigo de Erika o que eu queria falar aos JOVENS DE HOJE!!!!

"Como pais e professores, é nosso papel orientarmos nossos jovens a olhar do lado e entender a conquista de outras pessoas como também a sua. Como exercício para isto, podemos sugerir que eles elogiem uns aos outros, extraindo somente o que há de melhor em cada um."

Erika de Souza Bueno Consultora-Pedagógica de Língua Portuguesa do Planeta Educação. Professora de Língua Portuguesa e Espanhol pela Universidade Metodista de São Paulo. Articulista sobre assuntos de língua portuguesa e família. Editora do Portal Planeta Educação (www.planetaeducacao.com.br).

Alegre-se na felicidade do outro
Exercício do verdadeiro amor ao próximo

Algo que precisa ser tema de intensas e contínuas reflexões nos dias de hoje é, certamente, a tendência que temos de sermos indiferentes aos outros. É necessário refletirmos, pois a reflexão é um importante instrumento que nos permite repensar muitos pontos dentro de nós e, assim, mudarmos aquilo que não está adequado quando o que se quer é uma vida melhor. Contudo, quando a indiferença é vencida, ou seja, quando conseguimos pensar mais no outro, sensibilizando-nos com as lágrimas que escorrem pela face conhecida ou não, precisamos pensar também sobre até que ponto estamos conseguindo de fato sermos mais humanos, mais amigos, mais companheiros. Em várias faixas etárias e grupos sociais, temos identificado um fato realmente preocupante, que é a dificuldade que temos para comemorar uma vitória que não é nossa, uma vez que se é difícil chorar com aqueles que choram, muito mais difícil é sorrir com aqueles que sorriem, instruções riquíssimas que Bíblia Sagrada diz a nós todos os dias. Isto ocorre porque muitas das vezes julgamos não termos tempo para nos preocupar com as dores, as tristezas, os conflitos e os dramas dos outros, visto que as correrias do dia a dia nos impedem de sermos solidários e, ainda que tudo esteja à nossa frente, preferimos fingir que não temos o conhecimento sobre as mazelas que afligem quem está próximo a nós. Entretanto, se há algo que pode ser pior que a indiferença em relação à dor alheia, é quando identificamos o sucesso e a alegria presentes na família e na carreira profissional de outras pessoas e, em vez de ficarmos felizes por isto, a sensação que nos invade é semelhante àquilo que se pode chamar de desgosto e desprazer. Perguntas e frases como “por que isto está acontecendo com ele e não comigo?”, “ele não merece ter isso, eu sim”, “o carro que ele comprou nem é tão bonito assim, se fosse eu, compraria de outra cor ou modelo”... e muitas outras se formulam na mente e no coração daquele que não sabe “sorrir com aqueles que sorriem”. Esta tendência é muito negativa, mas mesmo assim é cada vez mais fácil identificar tais comportamentos e, por isso, nós na figura de pais e professores temos muito trabalho à frente, visto que saber se alegrar frente à felicidade de outras pessoas é característica de pessoas com autoconfiança e verdadeiro amor ao próximo, desejos que temos para nossos alunos e filhos. Entre os conhecimentos que precisamos ajudar nossos jovens a construírem está o fato de que o sucesso do outro nunca será impedimento para o meu sucesso, mas as dores e as aflições alheias precisam ser vencidas juntamente a cada um de nós, pois cada pessoa é membro de um corpo maior, que pode ser tanto a sociedade como também a família. Nossos jovens também precisam compreender que é muito melhor vermos alguém bem-empregado profissionalmente, fazendo parte de uma família unida, conseguindo alcançar seus objetivos do que vermos pessoas sofrendo as muitas mazelas que hoje assolam o mundo e, por isso, é tão importante nos alegarmos com a alegria do outro. Uma verdade que também não pode deixar de ser considerada é que, não raras vezes, não compreendemos quando alguém vem nos contar um grande feito. É comum imaginarmos que este alguém está, na verdade, exibindo o que conseguiu, de maneira a alcançar alguns prestígios que poderiam ser nossos. Tais pensamentos são comuns entre muitos de nós, pois vivemos em meio a pessoas que assim pensam e acabamos reproduzindo muitos destes maus conceitos dentro de nós, fazendo aumentar ainda mais a distância e a barreira que existem entre nós e a felicidade de outro. Como pais e professores, é nosso papel orientarmos nossos jovens a olhar do lado e entender a conquista de outras pessoas como também a sua. Como exercício para isto, podemos sugerir que eles elogiem uns aos outros, extraindo somente o que há de melhor em cada um. Certamente, este exercício irá contribuir significativamente para que nossos jovens adquiram um comportamento nobre diante do sucesso alheio e, de quebra, os ambientes das nossas salas de aula e das nossas casas serão, sem a menor dúvida, muito melhores, enquanto que nós teremos a certeza de um futuro muito melhor do que o nosso presente tem sido.





Visite o site e aprenda a compartilhar o que há de bom na educação

Nenhum comentário:

FAZENDO COM AMOR!!!!!!

FAZENDO COM AMOR!!!!!!

EDUCAR E BRINCAR...

PROJETO RESGATE DA PSICOMOTRICIDADE ATRAVÉS DOS RECURSOS NATURAIS.

TRAILERS - SLIDES - •Documentários, Entrevistas

EDUCAÇÃO - AMBIENTE - DESENVOLVIMENTO - POLÍTICA - ATITUDE - CULTURA 

NOSSOS MESTRES NA LITERATURA INFANTOJUVENIL

A voz do autor no rádio...

Falar e ouvir... uma questão pessoal...

Um pouco de sua história...

Conversando com autores...

Tatiana Belinky, a escritora que queria ser Emília...

Histórias que nos acompanham...

PAI DA TURMA DA MÔNICA...

Uma contadora especial...

Histórias para ouvir e contar... O clássico mundial A Árvore Generosa.

A ARTE DE CONTAR HITÓRIAS...

A História Mais Longa do Mundo (adaptação)

História Marcelino Pedregulho (adaptação)

Divirtam-se... CRIANÇAS.

Projeto UCA

CAMINHO JOVEM... ESPERANÇA!!!!

Música com o corpo "Barbatuques"

"TEMPO...TEMPO...TEMPO... VOU TE FAZER UM PEDIDO"

O Ponto de Mutação de Fritjof Capra

A TEIA DA VIDA...

Educação Ecológica... Entevista com Capra.

Humberto Maturana e Ximena - Encontro... Reflexão... 1 de 8 vídeos

REPORTAGEM: Brincadeiras

Professora Vania Cavalari Psicomotricidade. ...

entre no site e assista a entrevista http://www.sabertv.net/portal/mediacenter/view/276/psicomotricidade/

POESIA DE AMOR...

texto "O direito de ser criança" de Ruth Rocha e som "Dias Melhores" de Jota Quest.

EDUCAR...

Limites...

<a href="http://video.msn.com/?mkt=pt-BR&amp;from=sp&amp;vid=0f517149-43f6-4d81-b88c-e520ef3b4d42" target="_new" title="Como lidar com o filhos dos outros">Video: Como lidar com o filhos dos outros</a>

Brincar é aprender...

Aprendendo sempre... PSICOMOTRICIDADE

http://www.animacorpus.net/psicomotricidade/

APRENDER E EDUCAR.

EDUCAR E BRINCAR... CRESCER...

Aprender...Educação Infantil.

Educar e aprender...

Infância- Tempo de construir valores...

Educar... filho faz por imitação...

Educar e aprender... Transformação...

Video = Ciência estuda o que e passa no cérebro dos bebês

Educar... Aprender...

EDUCAR E BRINCAR. APRENDER COM A NEUROCIÊNCIAS...

PROJETO RESGATE DA PSICOMOTRICIDADE ATRAVÉS DOS RECURSOS NATURAIS.

A EMOÇÃO ESTAR NO AR....

MEU AMIGO BICHO!!!!!