sexta-feira, 11 de maio de 2018

MÃE!!!!


“Amo como ama o amor. Não conheço nenhuma outra razão para amar senão amar. Que queres que te diga, além de que te amo, se quero dizer-te é que te amo? (Fernando Pessoa).









MÃE...

Se aproxima o dia especial dedicado as mães... Lembrar é preciso ...de que ser Mãe é todo dia, o dia todo, constituído de alegrias e de tristezas...
Eu gostaria de prestar homenagem as mães do mundo inteiro...quem sabe distribuindo flores...mas escrevo...
Esta homenagem foi pensada em especial para MARIA mãe de DEUS, a escolhida... pelo mesmo amor, também nos foi doada. Agradecer a minha MÃE biológica que em sua humanidade se espelhou em MARIA... Neodêmia, foi quem me gerou, gerando na sua caminhada variadas formas de amar. Etimologicamente, o termo “amor” surgiu do latim “amor”, palavra que tem justamente o mesmo significado até hoje: sentimento de afeição, paixão e grande desejo. Entre tantas lições que a vida apresenta, requer que tornemo-nos humanos... Desta complexidade do que é ser Mãe, ela nos induz a estranheza do verbo AMAR...significados dos mais variados possíveis e impossíveis. Pude constatar e elencar alguns itens retirados de uma simples lista do dicionário, de como ainda não sabemos conjugar, ou melhor, comungar este amor.

1. Sentimento que induz a aproximar, a proteger ou a conservar a pessoa pela qual se sente afeição ou atração; grande afeição ou afinidade forte por outra pessoa.
2. Ser que é amado.
3. Disposição dos afetos para querer ou fazer o bem a algo ou alguém.
4. Ligação intensa de caráter filosófico, religioso ou transcendente.
5. Grande dedicação ou cuidado.
6. Ter amor a: dar importância a.

Qualquer um dos mortais, pode experimentar...essa forma de amor já foi estudada, falada, dita, abordada. Mas gosto muito da linguagem dos poetas, cito Paulo em Coríntios... lições de minha mãe “...que até hoje tento relativizar ...conectar com esse amor genuíno do que é o AMOR, AMAR. Diz que: “Sem amor não sou nada...” 

O poema sobre o amor

É no capítulo 13 da epístola que Paulo fala grandiosamente sobre o amor (em grego ágape) que, em algumas traduções, aparece com o vocábulo caridade:

"Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse Amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine. E ainda que tivesse o dom da profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse Amor, nada seria. E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, se não tivesse Amor, nada disso me aproveitaria. A Caridade é sofredora é benigna; o Amor não é invejoso, não trata com leviandade, não se ensoberbece, não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal, não folga com a injustiça, mas folga com a verdade. Tudo Sofre, tudo crê, tudo espera e tudo suporta. O Amor nunca falha. Havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá; porque, em parte conhecemos, e em parte profetizamos; mas quando vier o que é perfeito, então o que é em parte será aniquilado. Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino. Porque agora vemos por espelho em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei como também sou conhecido. Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três; mas o maior destes é o Amor.”
 (https://pt.wikipedia.org/wiki/Primeira_Ep%C3%ADstola_aos_Cor%C3%ADntios

Poderia perguntar para todas as MÃES: como é ser mãe? Por que escolheu ser Mãe? 

Com certeza, cada uma daria suas respostas a medida de suas experiências. Neste contato do aprender a ser ...das mães biológicas...das mães adotivas...das mães escolhidas, das mães amadas, das mães renegadas, das mães rejeitadas, das mães sofridas, das mães gloriosas, das mães esquecidas, das jovens mães, das joviais mães, das idosas mães, das mães que esperam a chegada de seus filhos, das mães que já partiram desta vida. Das mães confundidas e dos filhos que estamos nos construindo... Em meu caso particular, mãe sem ser mãe...muitas vezes tive que ser mãe dos meus irmãos, dos meus sobrinhos, dos meus pais, dos meus milhares de alunos (em cada tempo e espaço, eu e as crianças, conversamos sobre nossas impressões...simbolicamente transferimos emoções e concepções nesse processo que é viver. Olhar, ver, cuidar, brincar, conversar, escutar, gargalhar, respeitar e amar...entre concordar e discordar, entre acolher, brigar, gritar, chorar,calar, falar, entre um sim e um não) no todo dia. Bem que poderia ter registrados todos os momentos...hahah...mimo para mim e mimo para eles...muito bom... aprender a aprender... a se reconhecer...ser reconhecido por quem nos ama...

Outro dia ouvi um depoimento maravilhoso...falava das dificuldades nos dias de hoje que temos em relação aos filhos e aos pais (falta de amor). O por que respeitávamos nossos pais e hoje não conseguimos?... muito simples, foi dito; embora muitos acreditassem que se respeitava por medo...na verdade o sentimento era outro...continuou... respeitávamos por AMOR...Não queríamos perder nossos PAIS, MÃES, AVÓS, PROFESSORES E AMORES...então corríamos para fazer tudo que os deixassem felizes... Não que não tivéssemos os sentimentos antagônicos, próprios do humano de nós....Mas erámos gerados para a tal felicidade...Hoje com “a era das eras”... não queremos ser escolhidos...tão somente escolher...e diriam muitos sobre mim ...como ela é boazinha...da era dos sonhadores...e por isso mesmo, digo graças a Deus...Sou grata a minha mãe e ao meu Pai ( in memoriam)...que entre suas dificuldades, optaram pelo AMOR...
Amar requer escolhas, caminhos .... Parabéns mães! Mães dos meus amores...filhos e filhos...são meus alunos...
Declamo o meu amor pedindo ajuda ao poeta...Mário Quintana...




                                                                                                                           Elisabete Helena Cavalcante Lima.
                                                                                                                           Fortaleza, 6 de maio de 2018.

Nenhum comentário:

FAZENDO COM AMOR!!!!!!

FAZENDO COM AMOR!!!!!!

EDUCAR E BRINCAR...

PROJETO RESGATE DA PSICOMOTRICIDADE ATRAVÉS DOS RECURSOS NATURAIS.

TRAILERS - SLIDES - •Documentários, Entrevistas

EDUCAÇÃO - AMBIENTE - DESENVOLVIMENTO - POLÍTICA - ATITUDE - CULTURA 

NOSSOS MESTRES NA LITERATURA INFANTOJUVENIL

A voz do autor no rádio...

Falar e ouvir... uma questão pessoal...

Um pouco de sua história...

Conversando com autores...

Tatiana Belinky, a escritora que queria ser Emília...

Histórias que nos acompanham...

PAI DA TURMA DA MÔNICA...

Uma contadora especial...

Histórias para ouvir e contar... O clássico mundial A Árvore Generosa.

A ARTE DE CONTAR HITÓRIAS...

A História Mais Longa do Mundo (adaptação)

História Marcelino Pedregulho (adaptação)

Divirtam-se... CRIANÇAS.

Projeto UCA

CAMINHO JOVEM... ESPERANÇA!!!!

Música com o corpo "Barbatuques"

"TEMPO...TEMPO...TEMPO... VOU TE FAZER UM PEDIDO"

O Ponto de Mutação de Fritjof Capra

A TEIA DA VIDA...

Educação Ecológica... Entevista com Capra.

Humberto Maturana e Ximena - Encontro... Reflexão... 1 de 8 vídeos

REPORTAGEM: Brincadeiras

Professora Vania Cavalari Psicomotricidade. ...

entre no site e assista a entrevista http://www.sabertv.net/portal/mediacenter/view/276/psicomotricidade/

POESIA DE AMOR...

texto "O direito de ser criança" de Ruth Rocha e som "Dias Melhores" de Jota Quest.

EDUCAR...

Limites...

<a href="http://video.msn.com/?mkt=pt-BR&amp;from=sp&amp;vid=0f517149-43f6-4d81-b88c-e520ef3b4d42" target="_new" title="Como lidar com o filhos dos outros">Video: Como lidar com o filhos dos outros</a>

Brincar é aprender...

Aprendendo sempre... PSICOMOTRICIDADE

http://www.animacorpus.net/psicomotricidade/

APRENDER E EDUCAR.

EDUCAR E BRINCAR... CRESCER...

Aprender...Educação Infantil.

Educar e aprender...

Infância- Tempo de construir valores...

Educar... filho faz por imitação...

Educar e aprender... Transformação...

Video = Ciência estuda o que e passa no cérebro dos bebês

Educar... Aprender...

EDUCAR E BRINCAR. APRENDER COM A NEUROCIÊNCIAS...

PROJETO RESGATE DA PSICOMOTRICIDADE ATRAVÉS DOS RECURSOS NATURAIS.

A EMOÇÃO ESTAR NO AR....

MEU AMIGO BICHO!!!!!