domingo, 4 de setembro de 2011

FILOSOFAR... É PRECISO!

Refletir... filosofar é preciso...
Educar e brincar em uma nova forma do pensamento reflexivo...

"Nesta vida pode-se aprender três coisas de uma criança . Estar sempre alegre , nunca ficar inativo e chorar com vontade pelo que se quer."

...Podemos pensar sobre a importância e a função do desejo para o ser humano... e quem sabe criar possibilidades para que nossas crianças e jovens tenham a oportunidade de FILOSOFAR!!!!

Uma filosofia para crianças e jovens não estaria preocupada em formar discípulos para perpetuar um certa corrente filosófica, uma certa visão de mundo, mas para ajudar a pensar e a transformar o mundo. Conceber a filosofia como uma especialidade é derrotá-la antes mesmo de iniciar a batalha por ela. ” (GADOTTI, 2000:28)

Filósofos mirins

Crianças, jovens e adultos de duas escolas de Duque de Caxias encontraram na filosofia uma maneira de fugir da rotina cansativa das aulas. A iniciativa propicia aos participantes um espaço de questionamento e reflexão.

Por: Ana Carolina Correia

Publicado em 25/08/2011 | Atualizado em 25/08/2011

Filósofos mirins

Alunos do sétimo ano de escola municipal de Duque de Caxias discutem filosofia em oficina na Uerj. (foto: Ana Carolina Correia)

Em Caxias, a filosofia en-caixa? É com essa pergunta que o filósofo e professor da Faculdade de Educação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), Walter Omar Kohan, junto a seu grupo do Núcleo de Estudos Filosóficos da Infância (Nefi), batizou o projeto que, desde 2007, leva a filosofia para as escolas municipais Joaquim da Silva Peçanha e Pedro Rodrigues do Carmo, ambas em Duque de Caxias.

A filosofia é praticada dentro e fora do horário escolar. Apesar de não serem obrigatórias, as aulas já conquistaram vários seguidores. O entusiasmo é tanto que os próprios alunos marcam encontros independentes, em outros espaços e horários, para debate e reflexão. A iniciativa visa também formar professores que possam dar continuidade ao trabalho desenvolvido com as turmas.

Na contramão do ensino clássico da disciplina nas escolas, que se tornou obrigatório para o Ensino Médio em 2007, o projeto não procura revisar a obra de grandes pensadores ou ensinar teorias filosóficas, mas promover o pensamento como ferramenta de autoconhecimento e de entendimento do mundo. “A ideia é criar um espaço propício para os alunos pensarem sobre o que pensam e sobre a vida que levam”, afirma Kohan.

“A ideia é criar um espaço propício para os alunos pensarem sobre o que pensam e sobre a vida que levam”

Para o professor, as aulas são um espaço de interação e discussão saudável para todos. Elas permitem a fuga da rotina pesada e maçante do dia a dia escolar e abrem espaço para uma forma lúdica e leve de trabalhar.

Com textos – de filosofia e literatura – e o questionamento como principais ferramentas de trabalho, o projeto também estimula o pensamento crítico dos jovens filósofos. “É muito importante que na filosofia se façam muitas perguntas, que se problematize o que se pensa e o que se lê e que se encontre um espaço para escutar e sentir o que os outros pensam”, ressalta.

O projeto inclui também estudantes da Educação de Jovens e Adultos (EJA), segundo Kohan, um desafio ainda maior a ser enfrentado. “Com eles é um processo mais difícil, porque nós, adultos de uma forma geral, temos ideias mais prontas, então estranhamos um pouco esse espaço, que busca desconstruir o que pensamos mais do que passar ideias prontas.”

Colhendo os frutos

O impacto do projeto nos estudantes é visível e vai muito além da filosofia; eles incorporaram as lições em suas vidas pessoais e acadêmicas.

Segundo a professora de português do sétimo ano da Escola Joaquim da Silva Peçanha, Edna Olímpia, a evolução é inspiradora. Para ela, cada aula é um desafio, já que eles se tornaram mais questionadores e participativos. “Eles modificaram e me modificaram também”, disse.

Os estudantes também se mostram empolgados com o modo pelo qual a filosofia tem se infiltrado em suas vidas. Durante uma oficina realizada este mês (10/8) no Ateliê de Infância e Filosofia da Uerj, alunos e professoras da escola conversaram com Laura Agratti, professora da Universidade Nacional de La Plata, na Argentina, sobre a importância e a função do desejo para o ser humano.

BRINCAR DE VIVER!!!

Histórias pra contar... Revelar vidas... Compartilhar!!!
A professora Aline Lobo adora fazer experimentos científicos com sua turma, produz eletricidade estática com bexiga e flanela. Simula o efeito estufa com palitos de churrasco, água e massinha. ISTO É, CIÊNCIA HOJE!!!!!
Coloca tudo em seu blog e compartilha esta experiência fantástica...
HISTÓRIAS DE VIDAS...


Portfólios digitais

Blogue de professora integrante do portal Casa de Curioso é laureado com segundo lugar em concurso carioca.

Por: Helena Aragão

Publicado em 01/09/2011 | Atualizado em 01/09/2011



Portfólios digitais

Crianças realizam experimento disponível no portal Casa de Curioso, que conta ainda com tutoriais para produção de vídeo e animação e espaço de conversa de professores com formadores virtuais. (foto: Divulgação/ PCHAE)

Produzir eletricidade estática com bexiga e flanela. Simular o efeito estufa com palitos de churrasco, água e massinha. Aline Lobo é professora do Centro Integrado de Educação Pública (Ciep) Barão de Itararé, em Santa Cruz (RJ), e adora fazer experimentos científicos com sua turma do 5º ano.

Numa filosofia típica de internet – em que não basta fazer, é preciso também compartilhar –, ela criou um blogue para registrar as reações dos alunos. A iniciativa acaba de ser laureada com o segundo lugar no Troféu Rioeduca, na categoria “Blog de Rioeducadores”.

O portal tem 50 experimentos compartilhados por cerca de 200 professores cadastrados

Aline tinha pouca intimidade com internet até fazer o curso de formação do Programa Ciência Hoje de Apoio à Educação (PCHAE), em fevereiro deste ano. A partir daí, passou a integrar a rede de professores da Casa de Curioso, portal criado na época do curso que hospeda blogues, tutoriais e experimentos científicos. “Fomos estimulados a criar blogues. No começo tive um pouco de dificuldade, mas hoje faz parte da minha rotina”, conta Aline, que alimenta a página com fotos e vídeos.

O Casa de Curioso tem hoje mais de 50 experimentos compartilhados por cerca de 200 professores cadastrados. Todos passam por avaliação pedagógica e científica de tutores, que podem ser acionados para consultas por meio da seção ‘Sala dos professores’.

Tutoriais e redes sociais

“Os formadores virtuais dão dicas e oferecem suporte à postagem de experimentos. A interação também ocorre por meio das redes sociais, como Facebook e Twitter”, conta Maria del Carmen Chude, diretora pedagógica do PCHAE, que considera os blogues dos professores verdadeiros portfólios digitais.

Apesar de o portal contar, por enquanto, apenas com cadastro de professores do Rio de Janeiro que passaram pelo curso, grande parte do material postado pode ser acessado por qualquer internauta. É o caso da seção de tutoriais, que dá o passo a passo para produção de vídeo, fotonovela e animação quadro a quadro.

“Registramos acessos de gente de todo o Brasil nessa seção”, diz Maria del Carmen. “Recebemos o e-mail de uma professora do Amapá que tem reproduzido experimentos”, exemplifica.

Para um professor da rede ter seu blogue ‘agregado’, basta compartilhar um experimento no portal, que já teve cerca de 18 mil acessos. E as interações estão só começando.


Helena Aragão
Ciência Hoje On-line


Visite o site

NOTÍCIAS... EDUCAR E BRINCAR.

BRINCAR E APRENDER SEMPRE!!!!!
A notícia é boa, estréia de filmes, DVD... Para toda a família.
Vamos esperar e conferir!!!!!
CRESCER NOTÍCIAS...


Palavra Cantada estreia show nos cinemas em 3D


Paulo Tatit e Sandra Peres lançam Brincadeiras Musicais, o primeiro show infantil filmado em 3D no Brasil. A estreia está prevista para 30 de setembro. Saiba mais


Bruna Menegueço


 Rodrigo Schmidt

Já imaginou assistir ao show da Palavra Cantada nos cinemas? E curtir os sucessosSopa, Fome Come, Duelo de Mágicos e Ciranda com efeitos em 3D? A partir de 30 de setembro, você e sua família podem conferir essa novidade.

Brincadeiras Musicais é o primeiro show filmado nessa nova tecnologia para o público infantil no Brasil. A ideia partiu da TeleImage, uma empresa de edição e finalização. A dupla aceitou e convidou os diretores Marcelo Siqueira e Carlos Garcia para, juntos, elaborarem o projeto.

“O desafio foi pensar em recursos que se encaixavam nas músicas da Palavra Cantada, além de criar um cenário em 3D”, diz o diretor Carlos Garcia. Na música Bolinha de Sabão, por exemplo, as crianças vão se surpreender com as bolinhas que chegam bem perto dos olhos e trazem Paulo, Sandra e toda a banda dentro. Além de Estevão Marques, Daniel Aires, Julia Pittier, Marina Pittier e Wem, dez crianças participam das brincadeiras.

O show vai ser exibido com exclusividade nas 54 salas da Rede Cinemark em todo o país. “Para nós, isso significa fazer um show em 54 lugares ao mesmo tempo”, conta Paulo Tatit. “E, pela primeira vez, vamos poder assistir ao nosso show inseridos na plateia”, diz Sandra. Quem sabe você não senta ao lado de um deles no cinema?



CONVIVER PARA CRESCER.

Educar e brincar uma forma natural de ser, em que todos os dias podemos aprender juntos...
NA COLUNA CONVIVER PARA CRESCER DA REVISTA CRESCER, podemos conferir e seguir algumas sugestões...

Diversão em família

Nesta conversa, Hilda Sarti, professora e doutora em educação pela PUC-SP, conta por que os jogos enriquecem a convivência entre pais e filhos


Cristiane Yamazato


  Thinkstock

CRESCER: Por que os jogos e as brincadeiras em família são tão legais?
Hilda Sarti:
Porque eles são uma forma de comunicação universal. Quando pais e filhos se reúnem para se divertir, eles estão fortalecendo os laços de afeto, o diálogo e trabalhando o conceito de respeito também. Respeito ao outro e às regras necessárias para jogar e também viver em grupo. Quando os pais se esforçam para garantir tempo e espaço para brincar com os filhos, eles estão contribuindo na formação de uma sociedade melhor.

C: Jogos como o da memória, o dominó e o quebra-cabeça podem ser apresentados às crianças de qual idade? Quais são os benefícios dessas atividades?
H.S.: Em geral, a partir de 1 ano de idade, essas brincadeiras são altamente recomendadas! Elas desenvolvem o raciocínio, a memória, os sentidos, a coordenação motora... Também auxiliam na fala, já que é preciso se comunicar enquanto se joga. Com o tempo, a complexidade pode ir aumentando. Propor novos desafios aos pequenos faz com que eles se desenvolvam, fiquem ainda mais espertos... Não esquecendo que é fundamental ter bom senso, ou seja, os desafios devem ser apropriados. Os pais precisam levar em conta as características do filho e o seu repertório. Cada criança é única. Devemos respeitar o ritmo de desenvolvimento e os interesses dela.

C: As regras dos jogos podem ser adaptadas?
H.S.: Podem, sim. Se os pais entenderem que um jogo é muito difícil, podem simplificar as regras e depois, com o tempo, acrescentar novos desafios. Aliás, é possível ainda criar novas regras, inventando novas maneiras de jogar. Outra possibilidade é criar novas brincadeiras. As peças de um dominó podem servir para construir "prédios", você também pode mostrar o "efeito dominó", em que cada peça derruba a seguinte... O importante é que os pais soltem a imaginação. Isso também vai estimular as crianças a fazer o mesmo!

C: Como explicar às crianças que nem sempre se ganha na disputa?
H.S.:
Bem... quanto mais nova a criança, mais difícil será para ela aceitar a derrota no jogo. De qualquer forma, sempre dá para dizer que ela vai ter outra chance e, da próxima vez, ela poderá ganhar. O importante é ter paciência, explicar que ganhar ou perder faz parte do jogo, e repetir isso quantas vezes forem necessárias.

C: Se o filho não quiser mais jogar porque perdeu, os pais devem insistir?
H.S.:
É normal algumas crianças desistirem de brincar porque não aceitam a perda. Forçar o jogo não é o caso. Afinal, as brincadeiras devem ser prazerosas! Mas é preciso novamente explicar que nem sempre a gente ganha. Na vida, é assim também... Essa é uma oportunidade de ensinar seu filho a lidar com as frustrações em geral. Nem sempre as vontades dele serão atendidas. Os pais não devem ter receio de dizer não aos filhos quando for necessário. Mas isso deve ser feito com muito diálogo, paciência e respeito mútuo.



FAZENDO COM AMOR!!!!!!

FAZENDO COM AMOR!!!!!!

EDUCAR E BRINCAR...

PROJETO RESGATE DA PSICOMOTRICIDADE ATRAVÉS DOS RECURSOS NATURAIS.

TRAILERS - SLIDES - •Documentários, Entrevistas

EDUCAÇÃO - AMBIENTE - DESENVOLVIMENTO - POLÍTICA - ATITUDE - CULTURA 

NOSSOS MESTRES NA LITERATURA INFANTOJUVENIL

A voz do autor no rádio...

Falar e ouvir... uma questão pessoal...

Um pouco de sua história...

Conversando com autores...

Tatiana Belinky, a escritora que queria ser Emília...

Histórias que nos acompanham...

PAI DA TURMA DA MÔNICA...

Uma contadora especial...

Histórias para ouvir e contar... O clássico mundial A Árvore Generosa.

A ARTE DE CONTAR HITÓRIAS...

A História Mais Longa do Mundo (adaptação)

História Marcelino Pedregulho (adaptação)

Divirtam-se... CRIANÇAS.

Projeto UCA

CAMINHO JOVEM... ESPERANÇA!!!!

Música com o corpo "Barbatuques"

"TEMPO...TEMPO...TEMPO... VOU TE FAZER UM PEDIDO"

O Ponto de Mutação de Fritjof Capra

A TEIA DA VIDA...

Educação Ecológica... Entevista com Capra.

Humberto Maturana e Ximena - Encontro... Reflexão... 1 de 8 vídeos

REPORTAGEM: Brincadeiras

Professora Vania Cavalari Psicomotricidade. ...

entre no site e assista a entrevista http://www.sabertv.net/portal/mediacenter/view/276/psicomotricidade/

POESIA DE AMOR...

texto "O direito de ser criança" de Ruth Rocha e som "Dias Melhores" de Jota Quest.

EDUCAR...

Limites...

<a href="http://video.msn.com/?mkt=pt-BR&amp;from=sp&amp;vid=0f517149-43f6-4d81-b88c-e520ef3b4d42" target="_new" title="Como lidar com o filhos dos outros">Video: Como lidar com o filhos dos outros</a>

Brincar é aprender...

Aprendendo sempre... PSICOMOTRICIDADE

http://www.animacorpus.net/psicomotricidade/

APRENDER E EDUCAR.

EDUCAR E BRINCAR... CRESCER...

Aprender...Educação Infantil.

Educar e aprender...

Infância- Tempo de construir valores...

Educar... filho faz por imitação...

Educar e aprender... Transformação...

Video = Ciência estuda o que e passa no cérebro dos bebês

Educar... Aprender...

EDUCAR E BRINCAR. APRENDER COM A NEUROCIÊNCIAS...

PROJETO RESGATE DA PSICOMOTRICIDADE ATRAVÉS DOS RECURSOS NATURAIS.

A EMOÇÃO ESTAR NO AR....

MEU AMIGO BICHO!!!!!