segunda-feira, 8 de junho de 2009

2º Prêmio Minha Comunidade Sustentável




Escola e comunidade de mãos dadas

por Carta na Escola

Carta na Escola e a organização não governamental Ação Educativa Lançam a 2ª edição do Prêmio Minha Comunidade Sustentável

Nas próximas páginas desse caderno você encontrará: 
. Um balanço do primeiro ano do Prêmio Minha Comunidade Sustentável 
. Entrevista com o físico e ambientalista José Goldenberg 
. Artigo de Paulo Henrique Martinez, professor do departamento de História da Faculdade de Ciências e Letras de Assis da Universidade Estadual Paulista 
. Reportagens dos ganhadores do Prêmio de 2008


[1[2] [3] [4] [5] [6]


VISITE O SITE E ENCONTRE OUTRAS NOTÍCIAS

http://www.cartanaescola.com.br/

domingo, 7 de junho de 2009

O lugar de brincar é tão importante quanto a sala de aula.

Pátio escolar: um lugar de brincadeira e aprendizagem

Estudo mostra que muitas escolas não dão atenção a esse espaço da maneira que ele merece


Ana Paula Pontes


Beto Tchernobilsky

Você talvez ainda se lembre do pátio da escola que freqüentou na infância. Só essa recordação com carinho já sugere o quanto ele significa na vida das crianças. E como é esse lugar no colégio do seu filho? Um estudo, realizado pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), atenta para a importância que se dever dar a esse espaço dentro das escolas. 

A pesquisa, que avaliou alunos de 3 a 7 anos, mostrou que o local para a brincadeira, em algumas instituições, é o que sobra de uma área construída, sem planejamento específico que possibilite a prática de várias atividades. Em 2006, mesmo ano do estudo, o Ministério da Educação já alertara para esse cuidado ao lançar os “Parâmetros Básicos de Infra-Estrutura para Instituições de Educação Infantil”, com o objetivo de “construir um ambiente físico que promova aventuras, descobertas, criatividade, desafios, aprendizagem e que facilite a interação entre as crianças, delas com o adulto e o meio ambiente”. 

Segundo Odara de Sá Fernandes, psicóloga e autora do estudo, hoje, esse espaço é ainda mais fundamental, uma vez que por questões de segurança a brincadeira na rua quase não existe mais. “O pátio escolar é um local para a criança se desenvolver e se socializar”, diz. 

Isso não quer dizer que essa área precise ser grande, e sim bem organizada, para que as crianças possam correr, praticar esportes e outras atividades sem direcionamento. A quantidade de brinquedos também influencia o comportamento infantil. Quanto mais opções, menos as crianças brincam entre si ou diversificam a brincadeira. 

A natureza é outro ponto forte. “Pesquisas mostram que o contato das crianças com o verde e animais de pequeno porte nas escolas ajudam, inclusive, a fazer com que elas entendam seu próprio desenvolvimento”, afirma Odara. 

Superlotação 

Muita criança, pouco espaço. O ideal é que o pátio escolar seja projetado de maneira que comporte todos os alunos, sem aglomeração. Segundo Odara, a disputa por um canto no recreio pode gerar conflitos e estresse entre a criançada. 

Uma saída usada por algumas instituições é alternar o horário das turmas para a ida ao recreio, por exemplo. Essa atitude, entretanto, prejudica a troca de experiências e aprendizado das crianças menores com as maiores, e vice-versa. Por isso, na hora de decidir pela escolha que vai colocar seu filho, observe. O lugar de brincar é tão importante quanto a sala de aula.

http://revistacrescer.globo.com/Revista/Crescer/0,,EMI17838-10531,00.html

Atividade física melhora desempenho escolar

Pular corda, jogar bola e correr influenciam a capacidade de aprendizado das crianças

por Giuliano Agmont design e ilustração Eder Redder

Como anda o rendimento do seu filho no colégio? As notas nunca foram tão baixas e os professores vivem reclamando da falta de envolvimento dele nas aulas? E na hora de fazer a lição de casa é aquele sofrimento? Calma. Antes de sair vociferando com o boletim nas mãos e aplicar aquele sermão típico de pais zelosos, tente uma estratégia mais sutil — e eficiente. Que tal propor a ele que se exercite mais? 


É isso mesmo! A ideia é que a criança corra, pule e brinque até cansar, todos os dias, na escola ou em casa. Se ela tiver uma bola, uma corda ou, quem sabe, uma piscina por perto, melhor ainda. Na verdade, o que um estudo daUniversidade de Illinois, nos Estados Unidos, acaba de revelar é que a atividade física tem relação direta com o desempenho escolar da molecada. 

Os pesquisadores submeteram crianças de 9 e 10 anos a testes de raciocínio em dias diferentes. No primeiro, elas caminharam sobre a esteira; no outro, descansaram. “O exercício físico fez com que os garotos tivessem maior atenção nas avaliações, melhor resultado nas tarefas e compreensão mais clara da leitura”, conta a SAÚDE! o autor do trabalho, Charles Hillman. Ainda faltam explicações bem aprofundadas sobre a influência da atividade física na capacidade de aprendizado das crianças. Segundo Hillman, o que se sabe por enquanto é que suar a camisa mexe com o cérebro: “O exercício faz com que proteínas e neurotransmissores associados a aspectos importantes da aquisição de conhecimento atuem de forma diferente”, diz. 


Ricardo Barros, coordenador do Grupo de Trabalho em Medicina Desportiva e Pediatria da Sociedade Brasileira de Pediatria, vai além e dá como exemplo a ginástica rítmica. “É preciso concentração, habilidade de postura, coordenação e equilíbrio para aprender movimentos como estrela ou cambalhota”, explica o pediatra. “Repare que são todos requisitos também atrelados à aprendizagem.” 

Os especialistas, porém, destacam um aspecto importante negligenciado pelos adultos: crianças devem praticar atividades físicas recreativas, e nunca competitivas. “Os pequenos querem brincar. Distorcer esse interesse é um erro”, enfatiza Jorge Steinhilber, presidente do Conselho Federal de Educação Física. “Até os 10 anos, eles devem de preferência fazer jogos de coordenação motora com bolas, panos, arcos, papel e o que mais a criatividade permitir.” 

Outra recomendação fundamental é nunca exigir demais da meninada, tampouco cobrar resultados. Isso só vai trazer desilusão, frustração e abandono precoce da atividade. “Além disso, o excesso de treinamento pode levar a distúrbios do sono, falta de apetite, cansaço e lesões musculares constantes”, alerta Ricardo Barros.

FAMÍLIAVeja mais sobre família >>

VEJA OUTRAS MATÉRIAS

http://saude.abril.com.br/edicoes/


Educação infantil é cidadania


Depois da licença-maternidade de seis meses, aSociedade Brasileira de Pediatria (SBP), a senadoraPatrícia Saboya e Maria Paula estão de novo juntas em mais uma campanha. Desta vez, contam com o apoio também de Chico Buarque. O objetivo é expandir a redede creches e pré-escolas gratuitas, de qualidade e em tempo integral para a população de baixa renda, utilizando os recursos do FGTS e do Fundeb (o fundo da educação básica) e estimulando a sociedade civil a participar. É o que estabelece a proposta elaborada pela SBP e pela senadora, apresentada por ela ao Congresso Nacional (projeto de lei 698/07) e que já tramita no Senado.

A avaliação é que é essencial garantir proteção e estímulo para todas as crianças na fase que vai até os seis anos  decisiva para o crescimento e para o desenvolvimento saudáveis. “É quando o cérebro humano cresce quase que integralmente e sua estrutura se diferencia em funções complexas, que permitem a formação da inteligência, da capacidade de aprendizagem, do perfil da personalidade, do comportamento individual. Deixar de garantir esses cuidados à primeira infância prejudica a criança e reduz os resultados do investimento em educação nas etapas de vida seguintes”, comenta o dr. Dioclécio Campos Jr., presidente da SBP, salientando também que hoje a realidade é muito cruel para as mães trabalhadoras com poucos recursos.

Programa Nacional de Educação Infantil (Pronei) define como as unidades educacionais devem funcionar – garantindo desde a nutrição saudável até atividades educativas para os pais, parentes ou substitutos, despertando-os para os direitos das crianças e para as práticas preventivas que garantem qualidade de vida – e de onde virão os recursos. É que as normas pedagógicas para o funcionamento de creches e pré-escolas já existem, mas faltam meios financeiros para viabilizá-las para a população carente. Terão acesso à verba não apenas os municípios, como também entidades privadas sem fins lucrativos, que poderão obter financiamento para construção de novas unidades (localizadas prioritariamente em comunidade de baixa renda), assim como receita para sua operacionalização. Quem vai coordenar a aplicação é o MEC.

. Conheça o projeto de lei 698/07, que cria o Programa Nacional de Educação Infantil (Pronei)

Leia a entrevista com dr. Dioclécio Campos Jr. sobre a primeira infância (SBP Notícias 57, abril 2009)

Veja a palestra do dr. Dioclécio Campos Jr. sobre a Primeira Infância

. Conheça o folheto, a filipeta e o cartaz em pdf

Veja algumas das matérias veiculadas:


NOTÍCIAS...

Professores do interior terão blogs para incentivar troca de experiências

Ter, 02 de Junho de 2009 00:00

Facilitar a troca de experiências e a divulgação de informações sobre literatura, arte e o que acontece no interior do Estado. É nesta direção que gerentes e técnicos dos municípios do Eixo de Literatura Infantil e Formação do Leitor, componente do Programa Alfabetização na Idade Certa(Paic), participam a partir desta terça-feira, dia 2, das 8 às 17 horas, da 2ª Etapa do Curso Formação do Mediador da Leitura. Promovido pela Secretaria da Educação(Seduc), o evento acontecerá até a próxima sexta-feira, dia 5, no Centro de Referência do Professor, em Fortaleza, (rua Conde D' Eu s/n – bairro Centro).

 

Conforme Fabiana Skeff, responsável pelo Eixo, a idéia é criar a Comunidade de Relacionamentos on line dos Clubes de Leitura, visando à construção de um blog em cada município cearense. A  iniciativa propiciará aos professores um espaço de encontro com o intuito de desenvolver a cultura da leitura dentro da sala de aula.

 

Com a meta de alfabetizar todas as crianças da rede pública de ensino até sete anos de idade, o Programa Alfabetização na Idade Certa(Paic) oferece materiais pedagógicos aos alunos do primeiro e segundo ano da rede municipal. Além disso, promove a formação dos profissionais em alfabetização, programa de incentivo à leitura e a implantação de sistemas que avaliem as séries iniciais do ensino fundamental e propiciem um diagnóstico da situação para que o município possa gerenciar o ensino que oferta à sociedade.

 

As ações do Programa são distribuídas em cinco eixos definidos como prioritários: Avaliação Externa; Gestão da Educação Municipal; Gestão Pedagógica; Educação Infantil e Formação do Leitor. A Secretaria da Educação do Estado (Seduc) assumiu o gerenciamento do Alfabetização na Idade Certa, mas conta com as parcerias da SECULT, APRECE, UNDIME-CE, APDMCE, Fórum de Educação Infantil e UNICEF.

 

FAZENDO COM AMOR!!!!!!

FAZENDO COM AMOR!!!!!!

EDUCAR E BRINCAR...

PROJETO RESGATE DA PSICOMOTRICIDADE ATRAVÉS DOS RECURSOS NATURAIS.

TRAILERS - SLIDES - •Documentários, Entrevistas

EDUCAÇÃO - AMBIENTE - DESENVOLVIMENTO - POLÍTICA - ATITUDE - CULTURA 

NOSSOS MESTRES NA LITERATURA INFANTOJUVENIL

A voz do autor no rádio...

Falar e ouvir... uma questão pessoal...

Um pouco de sua história...

Conversando com autores...

Tatiana Belinky, a escritora que queria ser Emília...

Histórias que nos acompanham...

PAI DA TURMA DA MÔNICA...

Uma contadora especial...

Histórias para ouvir e contar... O clássico mundial A Árvore Generosa.

A ARTE DE CONTAR HITÓRIAS...

A História Mais Longa do Mundo (adaptação)

História Marcelino Pedregulho (adaptação)

Divirtam-se... CRIANÇAS.

Projeto UCA

CAMINHO JOVEM... ESPERANÇA!!!!

Música com o corpo "Barbatuques"

"TEMPO...TEMPO...TEMPO... VOU TE FAZER UM PEDIDO"

O Ponto de Mutação de Fritjof Capra

A TEIA DA VIDA...

Educação Ecológica... Entevista com Capra.

Humberto Maturana e Ximena - Encontro... Reflexão... 1 de 8 vídeos

REPORTAGEM: Brincadeiras

Professora Vania Cavalari Psicomotricidade. ...

entre no site e assista a entrevista http://www.sabertv.net/portal/mediacenter/view/276/psicomotricidade/

POESIA DE AMOR...

texto "O direito de ser criança" de Ruth Rocha e som "Dias Melhores" de Jota Quest.

EDUCAR...

Limites...

<a href="http://video.msn.com/?mkt=pt-BR&amp;from=sp&amp;vid=0f517149-43f6-4d81-b88c-e520ef3b4d42" target="_new" title="Como lidar com o filhos dos outros">Video: Como lidar com o filhos dos outros</a>

Brincar é aprender...

Aprendendo sempre... PSICOMOTRICIDADE

http://www.animacorpus.net/psicomotricidade/

APRENDER E EDUCAR.

EDUCAR E BRINCAR... CRESCER...

Aprender...Educação Infantil.

Educar e aprender...

Infância- Tempo de construir valores...

Educar... filho faz por imitação...

Educar e aprender... Transformação...

Video = Ciência estuda o que e passa no cérebro dos bebês

Educar... Aprender...

EDUCAR E BRINCAR. APRENDER COM A NEUROCIÊNCIAS...

PROJETO RESGATE DA PSICOMOTRICIDADE ATRAVÉS DOS RECURSOS NATURAIS.

A EMOÇÃO ESTAR NO AR....

MEU AMIGO BICHO!!!!!