sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

EDUCAÇÃO

EDUCAR, EDUCAR...
Quem educa? Educar quem? Como educar? Qual o papel da educação em novos tempos?
A quem cabe esta tutoria???????
EDUCAÇÃO, refletiremos...

Estadão
O mesmo ocorre em "Educação", que estreia hoje só que, desta vez, o personagem principal é uma menina, a adolescente Jenny (interpretada por Carey Mulligan) ...

Assista o trailer, e corra para conferir nas telinhas dos cinemas.


TEMPOS DE EDUCAÇÃO.

Visite o site e encontre muitas ideias para conviver com a sétima arte. Em tempos que só se fala em educação. Aprendendo com...



Acreditar e Realizar em Educação
Vídeo motivacional para os educadores, produzido a partir de texto e concepção visual do professor João Luís de Almeida Machado, Editor do Planeta Educação (www.planetaeducacao.com.br) e responsável pelos sites pessoais Escolhendo a Pílula Vermelha (www.escolhendoapilulavermelha.com.br) e Cinema de Primeira (www.cinemadeprimeira.com.br). Música de fundo: Imagine, de John Lennon.






PLANETA EDUCAÇÃO
"Aprendemos sempre. Mesmo quando não estamos numa sala de aula. Até quando aparentemente não temos esse objetivo. A aprendizagem constitui uma realização fantástica que nos lega a possibilidade de entender melhor o mundo onde vivemos e interferir no mesmo. Quando novos conhecimentos passam a fazer parte de nosso cabedal de informações é notório que crescemos, que melhoramos, que evoluímos... " João Luís de Almeida Machado Doutor em Educação pela PUC-SP; Mestre em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (SP); Professor Universitário e Pesquisador; Autor do livro "Na Sala de Aula com a Sétima Arte – Aprendendo com o Cinema" (Editora Intersubjetiva).

PESQUISANDO... SEMPRE...

As vezes me vejo meio que adormecida... Mas não posso fingir que não vejo, se a mim mesma não dou a chance de enxergar... Acredito em mudanças, acredito no melhor... Melhores dias virão... Se não me deixo dominar, domar, domesticar...
Por isso vou-me, a pesquisar... Deslumbrar com tudo a minha volta... A vida e toda a sua existência, e acabo por encontrar NATUREZA, CRIANÇA...
Pensando e pesquisando sempre...


“Meu único desejo é um pouco mais de respeito para o mundo, que começou sem o ser humano e vai terminar sem ele”.

O autor da frase, o antropólogo e filósofo franco-belga Claude Lévi-Strauss, tentou, ao longo de mais de 80 anos de vida profissional, jogar luz sobre a relação do ser humano com o seu ambiente e com seus pares, em obras essenciais para as ciências sociais, como Tristes trópicos, O cru e o cozido e a série Mitológicas.


Tristes Trópicos

Sinopse:
Mais que um livro de viagem, é um livro sobre a viagem. Além de trazer detalhes pitorescos das sociedades indígenas do Brasil central, o livro discute as relações entre o Velho e o Novo Mundo, e o significado da civilização e do progresso.



"Excerto do documentário TRÓPICO DA SAUDADE, exibido pela TV Cultura de SP em novembro de 2009. O trecho foca a criança Nambikwara, o amor e a relação com a natureza tal como descrito por Lévi-Strau..."



Assistindo o vídeo, podemos reconhecer a natureza das coisas, dos homens e dos animais...
SIMPLES???? OU EXTREMAMENTE COMPLEXO????

EDUCAR EM VALORES.

Na faculdade estamos estudando sobre valores...
VALORES PRA EDUCAR...
EDUCAR EM VALORES...
EM QUE VALORES EDUCAR???

Para Louis Lavelle e a escola realista, a função do conhecimento é ser aplicado à realidade para se alcançar a "posse interior" daquilo que é digno de valorização e convertê-lo em nossa própria experiência".

"Educar é ajudar o desenvolvimento e a afirmação do caráter próprio da humanidade e de cada indivíduo."

"A pessoa educa-se à medida que se torna consciente de si mesma e responsável por si mesma..."
No livro Educar em valores do autor Ciriaco Izquierdo Moreno.

E assim, vejamos a coincidência.

Este filme foi indicado por uma amiga, entre tantos afazeres, dificuldades... Enfim, assisti!!! Adorei!!!!!
Temos que acreditar, temos a chance, o privilégio de renovar, transformar... Pessoas melhores... Humanos... humanos...

O filme Escritores da LIberdade (Freedom Writers,2007),aborda em seu 123 minutos de puro drama,o desafio da educação em um contexto social problemático encontrado pela professora Erin Gruwell (interpretada por Hilary Swank.Um filme livre a todos os públicos;dirigido por Richard LaGravenese,merece ser visto como apreço, sobretudo pela sua ênfase no papel da educação como mecanismo de trasnformações individuais e comunitárias.Vê-se no filme que a educação tem papel indispensável no implantamento de novas realidade socias, apartir da conscientização de cada ser humano. (Resenha)

Confira o trailer do filme: Escritores da Liberdade
"O professor tem duas opções, torna-se acomodado e pessimista, acreditando que a educação está falida e viver fazendo vista grossa. Ou tentar algo novo, acreditar que aqueles alunos teem algum poten... "

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

TRANSFORMAÇÃO E CRESCIMENTO

Graças a nossa capacidade de se transformar...
Fomos crianças...crescemos...
Hoje estamos entre elas o tempo todo...
É mágico!!!!!!!!!!!!!!
poster

Vocês assistiram ao filme Onde vivem os monstros?

O filme fala de Max, menino que tem uma imaginação enorme, e uma dificuldade maior ainda em se comportar do jeito que a mãe espera… Após uma briga, ele foge de casa, e termina se tornando o rei em uma terra de monstros.

Atenção, essa não é uma dica só para os seus filhos! Apesar da classificação etária do filme ser apartir dos 3 anos, Onde vivem os monstros não é um exclusivamente filme infantil. As criaturinhas meigas e personagem principal irão encantar também os adultos.

A partir dessa personagem, e de situações do universo infantil, o filme fala dos nossos “monstros”. Daquelas preocupações que todo adulto tem. Do nosso processo de transformação e crescimento. Aquele que começa lá quando somos crianças e continua quando somos mães. Esse processo que fica mais rico quando encontramos pessoas diferentes de nós, e aí aprendemos a entender como somos de verdade.

Existem diversas cenas no filme em que a bagunça reina solta. Mas no final, o menino entende que nem sempre podemos fazer tudo o que queremos e para ele o mais importante nesse momento é “estar em um lugar onde alguém goste dele de verdade”.

O filme é sobre a vontade de mudar, de se transformar. De encontrar seu próprio jeito de fazer as coisas, um jeito que seja bom para quem está ao redor, e encontrar outras pessoas que se identificam com esse jeito. De não se sentir solitário. É sobre o processo de amadurecimento.

Qual mãe não se identificaria com isso?


APRENDIZADO

Estamos cada dia sem saber como lidar com o aprendizado de nossas crianças.
Como professora e educadora a preocupação não é diferente... Passamos valores que nem sempre são os das famílias...São inúmeras questões para se ficar atentos...
DESAFIOS...

Como ensinar noções de cidadania e respeito para os filhos, mesmo vivendo em um mundo violento e cada vez mais individualista?


Logo OMO

Faça uma visita ao site,

As crianças e os desafios do futuro


foto_criancas










O mundo está se transformando em um ritmo cada vez mais rápido:
tecnologia, novos valores e padrões. Como podemos preparar nossos filhos para que consigam enfrentar os novos desafios que
se aproximam?

Convidamos um dos especialistas do brincar do Selo Aqui Se Brinca, Soraia Chung Saura - formada em filosofia e doutora em antropologia do imaginário - para falar sobre o tema.

Ao final da entrevista confira o vídeo “Criança vê, criança faz”, que a gente já tinha postado na comunidade do Orkut , mas resolvemos postar aqui também, caso alguém não tenha assistido ainda.

1. Como ensinar noções de cidadania e respeito para os filhos, mesmo vivendo em um mundo violento e cada vez mais individualista?

Sabe-se que a melhor maneira de ensinar cidadania e respeito aos filhos é por meio do exemplo - as crianças apreendem noções de valores muito mais por ações do que por palavras.
Além das ações cotidianas – alinhadas ao que se quer ensinar – pode-se mostrar que a criança não está isolada, mas que pertence a um contexto, a um todo integrado. Frases como “nossa família se preocupa e respeita outras pessoas, na nossa família não falamos mentiras etc.” demonstram que a criança está inserida nos limites de valores de um grupo familiar.

2. No mundo atual, o que é mais importante para o aprendizado das crianças?

Em primeiro lugar, deve-se considerar que a questão de aprendizado não está restrita à apreensão de conteúdos pedagógicos, mas a todo um sistema de valores e práticas de auto-conhecimento e desenvolvimento pessoal.
Isso não quer dizer que a criança tenha que ter um número maior de atividades visando ampliar o seu repertório de informação, mas ela deve ter bastante qualidade e profundidade no que faz, buscando alcançar aprofundamento e experiência vivencial. A educação trata, sobretudo, da questão de como sermos pessoas melhores em um mundo que se quer cada vez melhor.

3.Como será o futuro dessas crianças?

Tenho a convicção de que as pessoas mais preparadas para lidar com o futuro são as crianças, pois estas trazem em sua concepção a facilidade de lidar com as transformações, com soluções criativas e adaptabilidade às mais diferentes situações. As crianças de hoje demonstram maior sabedoria para lidar com aspectos que, para nós, adultos, parecem quase insolúveis.

4. Por fim, qual deve ser a maior preocupação dos pais?

Ter e criar uma consciência saudável e corresponsável de que nossas ações individuais impactam o todo.


“Criança vê, criança faz”

domingo, 14 de fevereiro de 2010

PRESENTE DE PRESENTE...


Peguei emprestado este livro da madre, presente do mano...
Pensei!!! Conhecer é referenciar... E empreguinar-se do outro.
Lendo o livro de Rubem Alves,
PERGUNTARAM-ME SE ACREDITO EM DEUS

Pude conhecer o seu jardim...
Adorei a maneira como fala de Deus... dos jardins.
Do contador e encantador das estórias, das histórias e poemas...

  • Como o de Cecília Meireles

" No mistério do Sem-Fim
equilibra-se um planeta.

No planeta, um jardim.
No jardim, um canteiro.
No canteiro, uma violeta.
E na violeta,
Entre o mistério do Sem-Fim e o planeta,
O dia inteiro
A asa de uma borboleta."

O que descreve como metáfora:" Somos a borboleta. Nosso mundo, destino, um jardim. Resumo
de uma utopia. Programa para uma política. Pois política é isto: a arte da jardinagem aplicada ao mundo inteiro. Todo político deveria ser jardineiro. Ou, quem sabe, o contrário: todo jardineiro deveria ser político. Pois existe apenas programa político digno de consideração. E ele pode ser resumido nas palavras de Bachelard: " O universo tem, para além de todas as misérias, um destino de felicidade. O homem deve reencontrar o Paraíso."( O retorno eterno, p 65).

  • Na estória do homem apaixonado por jardins...
" O mundo inteiro ainda deverá se transformar num jardim..."
Mas, como???? Se nem todos... Amam do mesmo jeito.
Escolher plantar jardins?
Ou trabalhar numa pedreira?
Mestre Benjamin arrematou: " Nosso castigo é a realização do desejo tolo do nosso coração."

  • Mestre Benjamin já estava velho, muito embora se parecesse com uma criança... começou a falar:

"Ainda que eu fale a língua dos homens e dos anjos,
Se não tiver amor...
A confiança,
A esperança e
O amor.
Mas desses três o maior é o amor."(1 Cor.13)

E assim, se encantar mais uma vez...



Dicas... Cuidar...Cuidar-se...

Visite o site PLANETA SUSTENTÁVEL, você vai adorar e adotar esta ideia...
São informações sobre saúde, educação, atitude, desenvolvimento e muito mais.
Estou sempre passando pra saber as novidades, dicas de como cuidar do nosso planeta, ou melhor, cuidar de mim mesma...



APAGÃO MUNDIAL

Hora do Planeta: todos no escuro contra o aquecimento

O Brasil participará pela segunda vez da Hora do Planeta, o programa mundial de combate às mudanças climáticas da WWF que convida a população a apagar suas luzes durante uma hora, no dia 27 de março







EDUCAR-SE

Quando se tem esperança, se esperanceia... Por saber que funciona em uma lógica...
Que não é a minha, mas poderia ser de todos...

A educação no planeta sustentável, assim, poderíamos pensar para trabalhar nos dias de hoje, garantir para uma nova geração possibilidades de um mundo melhor.
São iniciativas simples e que podem ser seguidas por simples mortais...
Um olhar atento ao nosso cotidiano escolar...
Experiências que são reais ... tão longe... Por que não??????

Planeta SustentávelLeia em EDUCAÇÃO

EDUCAÇÃO

APRENDIZADO NATURAL



DIVULGAÇÃO/WAKITA

APRENDIZADO NATURAL

Waldkindergarten: quando a floresta vira sala de aula

Não há cadeiras, mesas, nem quadro negro. Em algumas escolas primárias da Europa, os alunos passam o dia todo na floresta. São os chamados Waldkindergarten ou jardins de infância na floresta. Para pesquisadores, as crianças que vão para esses colégios apresentam maior criatividade e capacidade para solucionar conflitos

Suzana Camargo, da Suíça – Edição: Mônica Nunes
Planeta Sustentável – 29/01/2010


EDUCAR

Educar"Educai as crianças para que não seja necessário punir os adultos"Pitágoras

Pesquisas em todo mundo mostram que o envolvimento da família na vida escolar dos filhos é vital para o desenvolvimento deles.

Educar para Crescer

04/02/2010 19:10

PARTICIPAÇÃO

10 perguntas que os pais devem fazer aos professores

A participação dos pais na escola ajuda no desempenho escolar das crianças. Uma boa maneira de começar é falando com os mestres












Foto: Marcelo Almeida
Foto: Demonstrar interesse pelo aprendizado das crianças é o primeiro passo para melhorar o desempemho escolar delas

Demonstrar interesse pelo aprendizado das crianças é o primeiro passo para melhorar o desempenho escolar delas
















Texto
Bruna Nicolielo

Pais educam, escolas ensinam: apregoa um velho provérbio. De fato, é um erro atribuir à escola a total responsabilidade pelo desempenho escolar das crianças. Pesquisas em todo mundo mostram que o envolvimento da família na vida escolar dos filhos é vital para o desenvolvimento deles. A parceria pais + professores é considerada tão importante que governos pelo mundo investem em medidas para incentivar a presença dos pais na rotina da escola. Em Nova York (Estados Unidos), onde medidas fizeram com que a cidade fosse considerada um dos sistemas com trajetória de forte melhoria no mundo, segundo um relatório da consultoria Mckinsey, de 2008, existem políticas públicas específicas para estimular a participação dos pais.


Uma das principais iniciativas tomadas pela prefeitura foi a de criar a posição de coordenador de pais para cada uma das escolas públicas da cidade. Esse profissional trabalha como mediador entre a escola e a família: acolhe os pais, tira dúvidas e ajuda quem não pode participar de reuniões da Associação de Pais e Mestres. No Brasil, o MEC, secretárias estaduais e municipais começam a se engajar nessa luta para envolver a família. As escolas brasileiras mais bem colocadas no Ideb (índice de desenvolvimento da educação básica) também têm estratégias para atrair os pais para dentro da escola. "Isso faz a diferença entre uma boa escola e uma mediana", diz Eliana Aparecida Piccini Coelho, diretora da escola André Ruggeri, de Cajuru (SP), com nota 7,9 no indicador governamental.

A participação é importante, sim, e por isso o trabalho dos pais precisa estar em sintonia com a escola. E, nada melhor, do que uma conversa (ou várias) com o professor da criança para descobrir como ajudar. "A família tem de contar com a escola para cuidar dos filhos, mas essa responsabilidade deve ser compartilhada. Senão, vira um jogo de empurra-empurra e quem sofre é a criança" diz Luciana Fevorini, coordenadora de ensino fundamental II do Colégio Equipe, em São Paulo.

Como começar a conversa com o professor? O contato pode ser informal, aproveitando as entradas e saídas da escola, ou por meio de um telefonema. "Os pais podem ligar para a escola e perguntar o melhor momento para falar com o professor. Mas a escola deve lembrar que a maioria dos pais trabalham e que, muitas vezes, alguns horários são proibitivos", diz a psicóloga e educadora Ana Inoue. É papel da escola propor momentos de contato entre pais e professores. Se a escola não fizer isso, a família pode exigir a abertura de um espaço para conversa.

Muitos pais, no entanto, podem sentir-se constrangidos em questionar os professores sobre a vida da criança na escola. O motivo, muitas vezes, é o desconhecimento. Demonstrar interesse pelo aprendizado do filho, independente do nível socioeconômico, é o primeiro passo para que ele melhore na escola. "Mesmo que não tenham estudos, os pais podem, sim, conversar com o professor", diz a pedagoga paulista Carmen Galuzzi. Para ajudá-lo na tarefa de iniciar o diálogo com o mestre de seu filho, consultamos especialistas e identificamos 10 perguntas que podem servir de ponto de partida.

Fórum Participação da família na escola: comente!

Para ler, clique nos itens abaixo:
1. Meu filho participa das aulas?
2. Como meu filho se relaciona com colegas, professores e escola em geral?
3. Devo ajudar nas tarefas de casa?
4. Como ajudar nas tarefas?
5. Como posso me integrar à escola?
6. Qual a rotina da escola em relação às tarefas?
7. Como a escola organiza comemorações?
8. Como a escola avaliará o avanço do meu filho?
9. Como é a comunicação entre a família e a escola?
10. Qual é a sua posição em relação a faltas?


FAZENDO COM AMOR!!!!!!

FAZENDO COM AMOR!!!!!!

EDUCAR E BRINCAR...

PROJETO RESGATE DA PSICOMOTRICIDADE ATRAVÉS DOS RECURSOS NATURAIS.

TRAILERS - SLIDES - •Documentários, Entrevistas

EDUCAÇÃO - AMBIENTE - DESENVOLVIMENTO - POLÍTICA - ATITUDE - CULTURA 

NOSSOS MESTRES NA LITERATURA INFANTOJUVENIL

A voz do autor no rádio...

Falar e ouvir... uma questão pessoal...

Um pouco de sua história...

Conversando com autores...

Tatiana Belinky, a escritora que queria ser Emília...

Histórias que nos acompanham...

PAI DA TURMA DA MÔNICA...

Uma contadora especial...

Histórias para ouvir e contar... O clássico mundial A Árvore Generosa.

A ARTE DE CONTAR HITÓRIAS...

A História Mais Longa do Mundo (adaptação)

História Marcelino Pedregulho (adaptação)

Divirtam-se... CRIANÇAS.

Projeto UCA

CAMINHO JOVEM... ESPERANÇA!!!!

Música com o corpo "Barbatuques"

"TEMPO...TEMPO...TEMPO... VOU TE FAZER UM PEDIDO"

O Ponto de Mutação de Fritjof Capra

A TEIA DA VIDA...

Educação Ecológica... Entevista com Capra.

Humberto Maturana e Ximena - Encontro... Reflexão... 1 de 8 vídeos

REPORTAGEM: Brincadeiras

Professora Vania Cavalari Psicomotricidade. ...

entre no site e assista a entrevista http://www.sabertv.net/portal/mediacenter/view/276/psicomotricidade/

POESIA DE AMOR...

texto "O direito de ser criança" de Ruth Rocha e som "Dias Melhores" de Jota Quest.

EDUCAR...

Limites...

<a href="http://video.msn.com/?mkt=pt-BR&amp;from=sp&amp;vid=0f517149-43f6-4d81-b88c-e520ef3b4d42" target="_new" title="Como lidar com o filhos dos outros">Video: Como lidar com o filhos dos outros</a>

Brincar é aprender...

Aprendendo sempre... PSICOMOTRICIDADE

http://www.animacorpus.net/psicomotricidade/

APRENDER E EDUCAR.

EDUCAR E BRINCAR... CRESCER...

Aprender...Educação Infantil.

Educar e aprender...

Infância- Tempo de construir valores...

Educar... filho faz por imitação...

Educar e aprender... Transformação...

Video = Ciência estuda o que e passa no cérebro dos bebês

Educar... Aprender...

EDUCAR E BRINCAR. APRENDER COM A NEUROCIÊNCIAS...

PROJETO RESGATE DA PSICOMOTRICIDADE ATRAVÉS DOS RECURSOS NATURAIS.

A EMOÇÃO ESTAR NO AR....

MEU AMIGO BICHO!!!!!